Acho que mais vi um gatinho… Vi sim!

Esta não é a primeira vez que a designer Charlotte Olympia declara em acessórios sua admiração pelos amigos felinos. Bigodes e orelhas de gatos já enfeitaram sapatos, máscaras noturnas e outras gracinhas criadas pela estilista. Cada vez que Charlotte aparece com seus gatinhos, a minha empatia pelo animal aumenta.

Quando eu vi essa bolsinha, de cara pensei “Maria, minha filha, vai adorar!”. Depois, cheguei a conclusão que eu adoraria “roubá-la” da Maria.

Algumas pessoas podem achar infantil, mas acredito que dependendo da produção a bolsa Feline é artigo para gente grande. Ela ajuda a quebrar a seriedade do look e mostra que a pessoa que a usa é capaz de se divertir sem perder o estilo. E ainda tem a versatilidade da alça, que fica menor ou pode ser removida, virando uma clutch.

Um charme que pode ser adquirido por U$765 na Net-a-Porter

Fotos: reprodução

Instagram da Barbie

Quem brincou de Barbie sabe a importância das roupinhas e acessórios no universo da boneca. Hoje, na era digital, a Barbie usa até o aplicativo instagram para desfilar e mostrar as mais diversas produções. Da praia a neve, os looks são ótimos não só para divertir, como também para inspirar.

Embora já tenha passado dos 50, Barbie se manteve atualizada durante todo esse tempo. Suas roupas seguem as tendências atuais e seu estilo de vida também.

Há poucos dias, a icônica bonequinha foi clicada dando pinta no festival de música Coachella. Começo de março, esteve em Paris para a fashion week. Almoçou no Café de Flore, fez comprinhas na Sonia Rykel e foi vista badalando no L’Avenue ao lado da brasileira Helena Bordon.

Animada, né?!

A boneca em Coachella.

As amigas Barbie e Helena Bordon.

Fotos: Instagram.com/barbiestyle

Inspiração Estudante

Devemos agradecer que a gente não precisa ser estudante para usar uma dessas belezuras. Depois do retorno da pochete, são elas que estão de volta – se é que em dia foram embora -, as mochilas.

Anteriormente usadas para carregar nossos livros pesados, hoje as mochilas enfeitam os looks das mais antenadas do momento… LINDAS DEMAIS!

mochilas

Fotos: reprodução

Pavlova por ser Enxerida

Uma das delícias que conheci em Portugal foi o doce Pavlova, na verdade, talvez, a maior de todas as delícias. O nome é uma homenagem a bailarina russa Anna Pavlova, embora digam que tenha sido inventada e seja uma sobremesa muito popular na Austrália e na Nova Zelândia.

Trata-se de uma base de suspiro crocante por fora, recheado de um creme por dentro, coberto um chantilly super soft e salpicado de frutinhas vermelhas. Só isso já dá água na boca, né? Claro que sim! Mas a minha história com o Pavlova foi bem além de experimentar uma sobremesa deliciosa diferente, foi também um episódio divertido da viagem.

Estava no Mirandum Marisqueira, um restaurante ultra recomendado perto de Óbidos, na cidadezinha de Peniche, quando reparei um casal feliz e contente comendo a mesma coisa que eu havia pedido, uma mariscada que alimentava aos olhos. Achei o casal bacana e entrosadoe como gosto de prestar atenção na conversa dos outros, fiquei ligada no casal.

Antes mesmo de chegar à metade do prato, a mulher perguntou a atendente quantas Pavlovas tinham prontas, a moça disse que tinham 3, a cliente respondeu que era para separar 2 para ela. Daí eu, na mesma hora, embora não fizesse ideia do era uma Pavlova, pensei que ruim não podia ser e pedi que a terceira fosse separada para mim. Claro que passei o resto da mariscada imaginando o que seria uma Pavlova.

Depois desta Pavlova específica, provei outras, nenhuma tão gostosa! Não me arrependo nem um pouquinho e nessa hora agradeci por ser um pouco enxerida e prestar atenção na conversa alheia.

Foto: Marcella Castro