Deusas e divas

O Louvre é um mundo de informações, riquezas e culturas. Um museu para ser visto com bastante tempo e paciência. Coisa que pouca gente consegue fazer devido ao pouco tempo e as muitas coisas para fazer numa mesma viagem. Já quem tem o privilégio de morar aqui, o Louvre se transforma numa caixa de surpresas que vão sendo descobertas a cada visita, a cada novo olhar. Foi numa dessas visitas que ao invés de observar as grandes esculturas da sala das estátuas gregas comecei a ler os pequenos detalhes do museu e me deparei com uma legenda das vestimentas das Deusas Gregas e Romanas. Elas são identificadas pelo estilo, modelagem e detalhes de acabamentos de suas túnicas. Imaginar que os códigos de vestimentas são mais importantes e antigos do que podemos imaginar. E mais ainda, que existe um mundo de informações que podem passar despercebidos e são tão interessantes.

Por falar em deusas gregas, achei super interessante adoraria participar das aulas sobre as “divas” ministradas por Inácio Klarnet na Casa do Saber no Rio de Janeiro. Diva é uma palavra com raízes latinas e significa “deusa”. Em cada encontro ele vai falar sobre a vida e arte de grandes divas dos séculos XX e XXI como Maria Callas, Joan Sutherland, Angela Gheorghiu, Montserrat Caballé entre outras grandes vozes. Biografia, personalidade, dramas pessoais, exigências e curiosidades, rivalidades reais ou imaginárias fazem parte do encanto e da arte dessas “divas”. Inácio é empresário e engenheiro, mas também um apaixonado por música clássica. Ele se tornou um pesquisador com mais de 40 anos de estudos nessa área e decidiu dividir a sua paixão. Começou a receber os amigos – poucos e bons, é claro – em torno de jantares e aulas sobre os grandes nomes da música clássica. Super chique. A cada semana era um compositor ou artista diferente. Os amigos foram aumentando até que ele foi convidado para ministrar as suas aulas na Casa do Saber, no Rio de Janeiro.

Fico imaginando isso aqui em Paris… Ia ser maravilhoso! Cariocas aproveitem bastante e depois peguem o primeiro avião para conferir os concertos pela Europa e olhar com outros olhos, ou melhor, ouvir com outros ouvidos os grandes clássicos que são tão apreciados por aqui.

www.casadosaber.com.br/curso.php?cid=3095

Esse post foi publicado em De Paris, NY & London e marcado , , por Dafne Grozovsky. Guardar link permanente.

Sobre Dafne Grozovsky

Dafne Grozovsky é carioca, mora em Paris desde o fim de 2009, onde é responsável pela publicação do Paris Branchée, que traz um olhar diferente, descolado e ousado sobre as pequenas – e as grandes – coisas que fazem desta cidade uma cidade especial: suas ruas, sua moda, sua gastronomia, sua vida e seu dia-a-dia em dicas diárias de forma simples e direta, como uma conversa entre amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*