Caprese em 2 tempos

A salada Caprese é uma das delícias mais delícias e praticamente ridícula e rápida de fazer. Ainda mais se for essa do espetinho.

Para saborear, compre tomatinhos cereja, mussarela de bufala, espetinhos e manjericão fresco. Daí, basta espetar a mussarela de búfala, o tomatinho cereja e o manjericão num espetinho. Depois, pode regar com azeite e moer pimenta negra a gosto.

A ideia ainda é bem bacana para ser servida em reuniões entre amigos. Além de ser super pouco calórica e visualmente linda. A combinação de cores alimenta aos olhos – o que, segundo os nutricionistas, é super importante.

E se quiser incrementar ainda mais essa saladinha, que tal fazer um dip de molho pesto?… Deu água na boca!

Bom apetite!

Foto: reprodução

Bochecha de Porco Negro no Fialho

Faz algumas semanas que deixei Portugal e por algum motivo – a gula – não consigo deixar de pensar nos restaurantes incríveis que conheci por lá. Mis um deles é o Fialho, em Évora.

Um dos lugares preferidos do nosso ex presidente FHC, o Fialho é o que podemos chamar de exagero gastronômico. Exageradamente delicioso e um exagero em quantidade. Tudo que se come no local é de comer chorando (ou seria, rezando?) e, antes mesmo de sentar na mesa, muitos belisquetes e entradinhas ma-ra já o aguardam prontinhas para serem devoradas.

E não para por aí, depois das entradinhas frias ainda servem mais petiscos quentinhos, como o bolinho de bacalhau super sequinho e crocante. Isso tudo antes de chegar no prato principal.

Como sou uma pessoa que curte experimentar novidades e novos sabores, me aventurei no, então para mim desconhecido, prato de bochecha de porco preto ao vinho tinto com arroz selvagem. Escolha acertada e perfeita. A carne da bochecha é macia, desfia com facilidade e praticamente derrete na boca, o molho é consistente forte e contrasta com o arroz selvagem. Sem a menor sombra de dúvida, uma das coisas mais fantásticas que já saboreie.

A comida estava tão gostosa que esqueci de registrar mais momentos de guloseimas. (rs)… Ainda assim, espero que dê para sentir um pouquinho a delícia que é o lugar.

Fotos: Felipe Belchior

Pavlova por ser Enxerida

Uma das delícias que conheci em Portugal foi o doce Pavlova, na verdade, talvez, a maior de todas as delícias. O nome é uma homenagem a bailarina russa Anna Pavlova, embora digam que tenha sido inventada e seja uma sobremesa muito popular na Austrália e na Nova Zelândia.

Trata-se de uma base de suspiro crocante por fora, recheado de um creme por dentro, coberto um chantilly super soft e salpicado de frutinhas vermelhas. Só isso já dá água na boca, né? Claro que sim! Mas a minha história com o Pavlova foi bem além de experimentar uma sobremesa deliciosa diferente, foi também um episódio divertido da viagem.

Estava no Mirandum Marisqueira, um restaurante ultra recomendado perto de Óbidos, na cidadezinha de Peniche, quando reparei um casal feliz e contente comendo a mesma coisa que eu havia pedido, uma mariscada que alimentava aos olhos. Achei o casal bacana e entrosadoe como gosto de prestar atenção na conversa dos outros, fiquei ligada no casal.

Antes mesmo de chegar à metade do prato, a mulher perguntou a atendente quantas Pavlovas tinham prontas, a moça disse que tinham 3, a cliente respondeu que era para separar 2 para ela. Daí eu, na mesma hora, embora não fizesse ideia do era uma Pavlova, pensei que ruim não podia ser e pedi que a terceira fosse separada para mim. Claro que passei o resto da mariscada imaginando o que seria uma Pavlova.

Depois desta Pavlova específica, provei outras, nenhuma tão gostosa! Não me arrependo nem um pouquinho e nessa hora agradeci por ser um pouco enxerida e prestar atenção na conversa alheia.

Foto: Marcella Castro

Delícia Proibida!

Numa época onde tudo é proibido (ou melhor ser evitado), ocasionalmente, relaxar, burlar a rotina saudável, enfiar o pé na jaca e se deixar levar aos prazeres da gula, é bem gostoso!

Asparagos com Molho de Queijo

Antigamente tudo era mergulhado na manteiga ou no queijo derretido e, embora não dê para comer isso diariamente, de vez em quando, vale relembrar com uma receita deliciosa e engordativa.

♥ O que precisa?

Ingredientes

20 aspargos verdes
pimenta Caiena

Para o molho

2 colheres de sopa de manteiga derretida
1 colher de sopa de farinha
1 xícara de leite
sal e pimenta a gosto
1 xícara de queijo cheddar

Como fazer?

Cozinhe os aspargos em água fervente com uma pitada de sal e as hastes eretas para cima até ficarem macios. Escorra.
Misture a manteiga e a farinha em uma panela média e cozinhe em fogo médio. Depois, adicione o leite e deixe ferver. Mexa constantemente até que o molho engrosse. Adicione sal e pimenta a gosto. Inclua o queijo cheddar até derreter o queijo completamente.

Sirva o molho de queijo por cima de aspargos e salpique pimenta caiena.

E bom apetite!

Fotos: reprodução