Super New: Nike Liberty Boot

Nike lança ainda este mês o inédito Nike botinha na estampa Liberty, uma linda combinação entre o design de um tênis descolado com a marca da print das micro florzinhas que a gente tanto gosta. O Nike botinha foi desenvolvido para aguentar a chuva, o foggy e o vento tão característicos na vida das londrinas.

Para comemorar o lançamento, a Nike criou um vídeo bem bacana, o ‘Icons Elevated’, onde mulheres reais e criativas falam sobre a fantástica cidade de Londres e o que as inspira – é óbvio que no filme, todas estão usando os novos Nike X Liberty London.

Na coleção Sneakerboot Liberty, ao todo são 4 modelos: o Nike Dunk Super Sky High; o Nike Air Revolution High; o Nike Roshe Run High; e o the Nike Air Max 1.

O lançamento é dia 21 de outubro na Liberty London.

Fotos: reprodução

Look Kids na Serra

Esses são o Antonio e o Juba fazendo uma mega farra. Adoro roupas de meninos, ainda mais quando eles fazem o estilo moleque como esses dois.

Look Antonio: camisa cinza com mangas brancas Nike, calça Diesel, colete verde OshKosh B’gosh, meia nike e tênis All Star. Ah! Já ia me esquecendo… o chapéu é do Seu Madruga, rs.

Look Juba: camisa azul OshKosh B’gosh, calça Diesel, colete azul OshKosh B’gosh, meia Gap, tênis Vans e bola Texas Futebol Americano.

Foto: Marcella Castro

Fique ligada: Rubro-Negro, o time da vez!

Acho que se o meu filho me visse escrevendo esse post, ele me esganaria! Porém, a verdade é que todos teremos que nos conformar com a volta do rubro negro. A dupla, tantas vezes antes vista, retorna com força total no inverno 2012. Desfilando por todos os estilos: do visual comportado aos looks super esportivos.

De uns tempos para cá, usar vermelho + preto automaticamente me remetia aos campos de futebol, no meu caso, ao Flamengo. Agora, por mais que eu tenha que apartar algumas pequenas desavenças aqui em casa, o rubro negro está com a bola toda.

Não é obrigatório usar no mesmo visual 50% de vermelho e 50% de preto. A gente pode dar umas pitadas de rubro num look mais preto e vice-versa. Por exemplo: podemos usar um vestido vermelho com scarpin preto.

O negócio é brincar com as duas cores, mas nada impede que a gente adicione a essa mistura um pouco de qualquer outra cor como o branco ou o cinza. Um boa dica é a calça vermelha + camiseta branca + blazer preto… Fica lindo!!

Para que tem receio de parecer “vira casaca”, o segredo é jogar apenas com acessórios rubro-negros. A produção fica mais discreta, mas ainda na moda.

Meu filho que não leia isso: o jeito é esquecer as rivalidades, o “vermelho e preto” é time vencedor na próxima estação!

Fotos: reprodução

Lululemon

Para quem ainda não sabe, Lululemon é uma marca de roupas de ginástica inspirada na yoga. Tudo começou em Vancouver, quando seu fundador abriu a primeira loja, dentro de um estudio de yoga. Hoje, a empresa tem mais de 100 lojas pelo mundo afora, e vende três vezes mais por metro quadrado do que as veteranas J Crew e Abercrombie & Fitch.

Suas peças comandam preços até 50% maiores do que competidores como a Nike. A grande pergunta é, por que alguém escolhe pagar tão caro por roupas de ginástica? A resposta não é simples, mas deve-se em parte ao fato de que a Lululemon vende não apenas roupas mas um estilo de vida – saudável em busca de um mundo melhor. Além disso, a empresa procura reforçar o sentido de comunidade com aulas gratuitas nas lojas nos finais de semanas, e mega eventos como o recente Salutation Nation, que reuniu milhares de pessoas por parques em todo o país para uma grande aula de yoga ao ar livre. Ou, como quando colocou bicicletas de spinning na rua para uma aula em comemoração da abertura da nova loja em Manhattan. Ou ainda, como quando vão incentivar os corredores durante grandes maratonas.

E não é só isso, as roupas têm qualidade e tecnologia, além de serem lindinhas. A rotatividade das peças também é grande, o que reforça um certo nível de exclusividade. Um dia você chega lá e está tudo vermelho, no outro já mudou, é difícil resistir a tentação.

Tem gente que não gosta, e diz que a Lululemon se aproveita da yoga para estimular o consumismo desenfreado. Pode até ser verdade, mas que as roupas são lindas, confortáveis e feitas para realçar o corpo da mulher, isso são!


Fotos: reprodução