A Boca de Sino está de volta!

A boca de sino, jeans símbolo do movimento hippie está de volta, agora por todos os lados. E não precisa ser nenhum maluco beleza para vestir o modelito por aí.

A calça com cintura relativamente alta, mais apertada nos joelhos e com a barra parecendo um sino quase arrastando – ou até arrastando – no chão, reaparecem nos nossos closets em cores diversas diversas. Esse modelo de calça faz uma dobradinha bem bacana com sandálias anabelas ou plataformas. Elas alongam a silhueta e deixam a figura feminina com um ar despojado descolado.

Fotos: reprodução

Vá de Sneakers!

A elegância da maior parte das francesas é algo incontestável. Sempre ligadas a moda e antenadas nas últimas tendências, elas se vestem com que há de mais “in” e com as tendências mais quentes do momento. Passear em Paris é quase como folhear um editorial de moda da revista Vogue.

Uma trend quentíssima que pude ver em muitas francesas é o tênis com pegada esportiva – os sneakers – compondo produções “chiquinhas”. O acessório, além de confortável, deixa o outfit mais atual e moderno. O bacana é que ele vem nos pés até quando o casaco é um mink fantástico.

Devo dizer que tinha um pouco de preconceito com essa tendência, mas vi tanta mulher elegante no conforto de seu tênis, que passei a olhar esse artifício feminino com outros olhos.

Há até quem diga que os sneakers são o novo preto. Super curti!

Fotos: reprodução

Ear Jacket: mais um adorno feminino

Adornar a orelha é uma prática de quase todas as mulheres deste planeta. Usar e abusar de brincos – maxis, médios e minis – faz parte do cotidiano feminino e, a cada dia mais, a gente inventa e inova quando o assunto é esse acessório. Um exemplo disto é a ear jacket. Trata-se de um charmoso brinco que veste o lóbulo da orelha pela frete e por trás.

Fotos: reprodução

Shih Tzu: rabo bom pra cachorro!

No lugar do tradicional rabo de cavalo, o penteado queridinho da vez é o rabo de cachorro, mais precisamente, da raça Shih Tzu. O nome foi dado pelo fato dos cabelos ficarem parecendo como os do pequeno e simpático cachorrinho.

Em prol do “bad hair day” (dia de cabelo ruim), o Shih Tzu funciona com um bom artifício quando as nossas madeixas não estão num dia muito bom para ficarem soltas e nem péssimas ao nível de necessitarem de um coque. Com ele, parte do cabelo fica preso num rabo e o restante solto, como um meio rabo.

Khloé Kardashian é um grande fã do penteado, ela já foi vista inúmeras vezes com o modelo. Outra entusiasta da tendência, é a cantora e atriz Jennifer Lopez, mas muitas outras celebridades curtiram passear com seu rabo de cachorro, como a fashionista lançadora de moda Sarah Jessica Parker e a estilosa Rihanna.

khloé in love pelo Shih Tzu Hairdo.

J-Lo é grande entusiasta do penteado.

Fotos: reprodução

Saia Godê: mais uma volta?

Coqueluche nos anos 50 e ícone da era do Rock ‘N’ Roll, a saia godê vem se mantendo viva ao longo desses anos. Por ser bem rodada e muitas vezes volumosa, ela era uma aliada quando o assunto era “rock around the clock”, já que seu caimento fazia com que o bailado ficasse bem mais divertido. Claro que hoje em dia, o twist and shout não é mais tão comum, mas ainda assim, a saia godê segue nas paradas por ser muito elegante e super feminina.

Algumas pessoas dizem que o modelo deve ser evitado por quem está mais cheinha ou tem o quadril largo. Eu já acho que tudo depende do volume e da roda da saia. Em alguns casos uma godê pode muito bem disfarçar os quilinhos a mais, principalmente se a moça tiver cintura fina.

Para usar – sem errar – a saia godê, opte sempre pela parte de cima do look mais sequinha, sem volume. Cuidado com as camisas de botão, muitas vezes elas fazem um fofinho na altura da cintura que pode engordar. Para as mais baixinhas, como eu, sugiro a godê mais para mini (1 palmo acima do joelho), a saia na altura do joelho encurta a silhueta. Se for usar a longa, um artifício para parecer mais alta é a boa e velha plataforma.

Fotos: reprodução